Cerimônia de desinauguração pôe fim às gaiolas nos terminais de ônibus

Uma espécie de cerimônia de desinauguração no Terminal Cecap, acompanhada pelos principais nomes do primeiro escalão do governo e Câmara Municipal, marcou o fim das gaiolas nos terminais municipais de ônibus na manhã deste sábado (8).

O próprio prefeito Luiz Fernando Machado, usando uma versão inspirada talvez no prefeito de São Paulo, João Dória Jr, foi dar suas marretadas e demolir parte da estrutura utilizada durante um bom tempo para segregar passageiros que não utilizavam ainda o bilhete único. 

Durante a madrugada, as gaiolas foram demolidas em todos os terminais e a remoção completa aconteceu durante o sábado.

A partir de agora, funcionários uniformizados serão responsáveis por receber os passageiros que não utilizam ainda o bilhete único nos ônibus e fazer a cobrança em dinheiro, ou oferecer o cartão de bilhete único — haverá funcionários com essa função em todos os terminais.

A vantagem do bilhete único, segundo ressaltou o prefeito, é uma economia de até R$ 50,00 por mês no valor das viagens, uma vez que a passagem comprada com bilhete único custa R$ 3,00 e sem bilhete o valor sobe para R$ 3,80.

Remover as gaiolas dos terminais foi uma das principais promessas de campanha de Luiz Fernando Machado e uma de suas mais fortes críticas ao governo Pedro Bigardi.

Esta é, de acordo com Luiz Fernando, a primeira etapa de uma reformulação do sistema de transportes urbanos. 

“Em breve vamos ter outros pontos de venda do bilhete único, em lotéricas e supermercados, por exemplo”. O bilhete único pode ser recarregado também via internet no site http://www.bucartaosim.com.br/

O gestor de Mobilidade e Transporte, Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro (foto ao lado), explicou que no segundo semestre entrará em operação um sistema que vai permitir ao usuário pagar a passagem com seu celular, através de um aplicativo desenvolvido especialmente para este fim.

“A pessoa vai poder recarregar o aplicativo e através de um QR Code (código que permite o pagamento por meio eletrônico) pagar sua passagem no ônibus”.

Ainda segundo o gestor de mobilidade, todos os ônibus estão sendo equipados com GPS (Global Positioning System) e isso vai permitir que uma central monitore os movimentos de cada um dos coletivos em operação na cidade. 

“Dos 300 ônibus em circulação, 100 já estão equipados com o sistema. E até o final do mês os outros 200 estarão prontos para operar”.

Os dados dos ônibus são enviados para uma central de controle instalada no Terminal Cecap. Dali, os técnicos conseguem saber onde estão cada um dos ônibus, se trafegam na velocidade compatível com o local e a que horas vão chegar em cada terminal.

“Com esse sistema funcionando vai ser possível que o usuário do tranporte público saiba, via celular, onde está e a que horas chega o ônibus que está esperando. No futuro poderemos ter informações de horário nos terminais e alguns pontos de ônibus”, disse Silvestre. 

O gestor explicou também que será feita a integração ao sistema de monitoramente da Guarda Municipal, que tem câmeras espalhadas por toda a cidade. Com as imagens da câmeras, disse, será possível monitorar com mais eficiência os ônibus e possíveis incidentes.

O prefeito Luiz Fernando Machado disse também que os terminais serão reformados e em cada um deles será criada uma área de descanso para motoristas e cobradores, e instaladas lanchonetes.

Aumento da passagem e subsídio

Ainda não está definido se haverá um aumento das passagens. O prefeito Luiz Fernando Machado explicou que, mesmo sem ter o valor do subsídios aos transportes no Orçamento Municipal, a Prefeitura tem encontrado formas de cumprir com o acordo com as empresas de ônibus. 

“Estamos dando um jeito. O que depende de nossa gestão está tudo em dia. Existem débitos da gestão anterior que estamos trabalhando para acertar”.

O gestor de Mobilidade e Transportes ainda não sabe como será mantido o equilíbrio do sistema, uma vez que a tarifa não e reajustada há muito tempo. 

Reorganização do sistema

O gestor de Mobilidade e Transportes disse que está trabalhando em uma reorganização total do sistema de ônibus, uma vez que a atual configuração já não atende às demandas da cidade.

Com base numa pesquisa de origem e destino concluída no ano passado e o mapeamento que será possível fazer a partir da implantação total do sistema de GPS, a Unidade de Mobilidade e Transportes está elaborando um plano de readequação das linhas.

 

Fotos by Tatiane Silvestroni

LEIA TAMBÉM

Para Silvestre, o desafio é fazer com que a mobilidade funcione