Alckmin “lança” licitação do projeto do trem Expresso Jundiaí

governador-geraldo-alckmin

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta segunda-feira (10), em Jundiaí, a licitação dos projetos básico e executivo para implantação do Trem Expresso Jundiaí.

Segundo o Governo de São Paulo, o anúncio reforça os investimentos no modal ferroviário do Estado.

No caso do Trem Expresso Jundiaí, serão R$ 3,2 bilhões, incluindo projetos e as obras. A previsão é que o modal entre em operação entre 2016 e 2017.

A linha seguirá ao lado da atual ferrovia, que passa por Perus. O trecho ligará a futura estação Água Branca, em São Paulo, até Jundiaí em 25 minutos e sem parada.

“Será um expresso importante, precisamos estimular o transporte sobre trilhos, que é de alta capacidade e de qualidade”, destacou o governador.

Segundo Alckmin, a nova ferrovia vem paralela a atual até Perus. E de Perus até Jundiaí segue outro trajeto, encurtando em quase 8 km a ferrovia.

O prefeito Miguel Haddad disse que o Trem Expresso é um passo muito importante na ampliação da malha ferroviária brasileira.

“O Estado de São Paulo sai na frente e dá exemplo ao país, fazendo investimentos e nos dá a certeza de que caminhamos para enfrentar esse grande desafio que é a mobilidade urbana”, completou.

Modernização da Linha-7

O governador também anunciou a modernização ou a reconstrução de oito estações da Linha-7 Rubi (Luz – Jundiaí).

As estações Pirituba, Perus, Caieiras, Baltazar Fidelis, Botujuru, Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista já tiveram os projetos básico e executivo contratados pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), além da estação Jundiaí, que será restaurada por ser um patrimônio tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat).

Serão investidos cerca de R$ 30 milhões nos estudos e R$ 675 milhões em obras, que têm entrega prevista para 2014 e 2015. Todas as estações serão equipadas com itens de acessibilidade, como elevadores, piso e rotas táteis, comunicação em braille e adequação de corrimãos.

O investimento para adequar todas as estações é de cerca de R$ 2,3 milhões.

A Linha7 recebe 420 mil usuários por dia útil e atende aos municípios de São Paulo, Franco da Rocha, Francisco Morato, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista e Jundiaí.

Foto de abertura: o governador Geraldo Alckmin, com o prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad (à esquerda) e o prefeito de Várzea Paulista, Eduardo Pereira (à direita). Por José Luís da Conceição (Governo do Estado).