Aproveite o feirão e proteste contra os altos impostos

impostos-protesto-fiesp

Acontece nesta sábado (15) o Feirão do Imposto Nacional em 17 estados brasileiros e no Distrito Federal. Em Jundiaí, a mobilização será feita no Supermercado Boa da Avenida dos Imigrantes, das 10 às 16 horas.

REFRIGERANTE – IMPOSTO DE 47%
Valor de Mercado —> R$ 0,93
Valor sem imposto —> R$ 0,49

É mole? Chega de impostos! Ninguém aguenta mais!

No local, haverá produtos em exposição, com seus respectivos índices de impostos. Na cidade, a organização fica por conta do Núcleo de Jovens Empresários do CIESP-Jundiaí (NJE).

A intenção do movimento, realizado pela Conaje (Confederação Nacional dos Jovens Empresários), é conscientizar a população brasileira sobre a alta carga tributária que incide em bens e serviços de consumo no País.

De acordo com a coordenadora do NJE de Jundiaí, Bianca Borin, o objetivo é proporcionar um espaço aberto, onde se possa discutir a reforma tributária, além de provocar os consumidores a fiscalizarem a cobrança de tributos e a correta aplicação por parte do governo.

Impostos

A população que participar do Feirão do imposto terá a oportunidade de acompanhar a alta carga tributáriarecolhida desde 1º de janeiro de 2012, registrada no impostômetro, equipamento criado pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo).

Desde o início do ano, os números não param de subir e já ultrapassaram a quantia de R$ 1 trilhão, no final de agosto.

Com o valor arrecadado, é possível pagar mais de 1,609 bilhão de salários mínimos, fornecer medicamentos para todos os brasileiros por mais de 387 mil meses, comprar mais de 37 milhões de carros populares, mais de 834 milhões de notebooks e mais de 909 milhões de geladeiras simples.

Ainda seria possível construir mais de 28,5 milhões de casas populares de 40 metros quadrados, quase 73 milhões de salas de aula equipadas, mais de 3,4 milhões de postos de saúde equipados ou mais de 20 milhões de postos policiais.

Além disso, poderiam ser construídos mais de 10,8 milhões de quilômetros de redes de esgotos e serem pagas mais de 7,1 bilhões de BolsasFamília, considerando o benefício no valor de R$ 70, e plantar mais de 200 bilhões de árvores

O Feirão

O projeto Feirão do Imposto foi criado em 2003, na cidade de Joinville (SC) pelo Núcleo de Jovens Empresários da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), que mobilizou a sociedade civil joinvilense para informar e, sobretudo, educar a população a respeito do quanto se paga em impostos.

A partir dessa mobilização, o Feirão se tornou uma ação nacional, desenvolvida anualmente pela Conaje para conscientizar se quanto se paga em impostos e acompanhar a destinação dos tributos.

Jovens ao redor de todo o País se engajam e se unem em prol de levar a informação ao povo quanto ao exagero na arrecadação tributária e que quem paga essa conta é ele mesmo.

Segundo os organizadores, ao longo de todas as edições do Feirão do Imposto pode-se perceber o quanto o brasileiro das mais diversas classes está desinformado na questão da cobrança de impostos e com o que se faz com os valores arrecadados.

Ao transmitir estas informações no corpo a corpo o objetivo é ecoar o sentimento de revolta e ajudar a inibir a continuidade de algumas aberrações como a CPMF e a criação de novas imposições sem fundamento.

Para o Núcleo dos Jovens Empresários, enquanto o brasileiro na sua maior parte (hoje são somente 25%, segundo o IBPT) não voltar a reivindicar direitos mais firmemente junto aos seus próprios representantes, dificilmente haverá mudança efetiva neste cenário.