Cultura perde seu terceiro ministro do governo Temer

O ministro interino da Cultura, João Batista de Andrade, pediu demissão nesta sexta-feira (16).

Ele estava no posto há um mês, desde a renúncia do ministro Roberto Freire após a divulgação da gravação de conversas suspeitas do presidente Michel Temer com o empresário Joesley Batista, da JBS.

Em novembro de 2016 havia sido Marcelo Calero, que se demitiu após tentativa de abuso de influência do então outro ministro Geddel Vieira Lima contra regras do patrimônio histórico em Salvador.   

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, Andrade afirmou que os principais motivos de sua decisão foram o corte de 43% no orçamento do setor, já um do menores do governo, e as polêmicas envolvendo a indicação do presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Tanto Andrade como Freire são filiados ao PPS, enquanto Calero era próximoi do PSDB. Mas o governo de Michel Temer, do PMDB, ganhou a oposição geral da classe artística e cultural do país desde seu início, quando tentou extinguir o Ministério da Cultura.

Comments are closed.