Escracho na TV Tem denuncia manipulação da Rede Globo

Foto: Tati Silvestroni

Um grupo de manifestantes realizou um protesto em frente ao escritório da TV Tem, afiliada da Rede Globo em Jundiaí, na noite desta quinta-feira, dia 5.

A manifestação faz parte do movimento nacional Escracho na Rede Globo, organizado pela Frente Brasil Popular, que une organizações que lutam contra o golpe que pretende afastar a presidente Dilma Rousseff da presidência da República.

Os manifestantes denunciaram a parcialidade da da Globo e de sua afiliada local na cobertura dos acontecimentos.

Segundo Rose Gouvea, do movimento LGBT, a Rede Globo manipula as informações com objetivo de enganar a opinião pública.

“Estamos aqui em frente para demonstrar nosso repúdio a essa emissora que há 50 anos detém o monopólio midiático deste país. Comanda toda a política deste país. Ela foi a responsável pelo golpe de 64 e ela está sendo responsável pelo golpe de 2016”, disse Rose.

Ainda segundo Rose Gouvea, o ato foi realizado contra a tirania da Rede Globo no país e também em Jundiaí.

“O Brasil é o único país que possui uma rede de televisão que manda no país. Nenhum país deixa uma emissora chegar ao nível que a Globo chegou. A Globo manda na política”, completou.

O ato, que teve a presença de estudantes, sindicalistas e lideranças de movimentos sociais foi pacífico e rápido, acompanhado por policiais civis e militares. Nenhum representante da emissora falou com os manifestantes.

O prédio, na avenida Jundiaí, teve muitos cartazes colados na fachada.

Marcos Luís Boriero denunciou que o dono da TV Tem, J. Havilla, teve que devolver aos cofres públicos quase 200 milhões de dólares por seu envolvimento com a máfia da Fifa.

“Ele teve que devolver e devolveu. Fácil ter 200 milhões de dólares na conta, não é? E por que? Porque o cara é corrupto e está preso. Essa é a TV Tem, que fala em corrupção mas é a TV mais corrupta que tem no Brasil, a Rede Globo”.

Boriero lembrou também que a Rede Globo sonega impostos.

“O brasileiro podia ter mais recursos na educação e não tem porque a Rede Globo sonega impostos. É por isso que quer dar o golpe, pra se livrar da multa que ela tem e de tanto imposto que ela tem sonegado”.

Natan Solin, da União da Juventude Socialista, lembrou que a Rede Globo tem dado pouca importância à invasão da Assembleia Legislativa (Alesp) por parte dos estudantes que querem a abertura da uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o escândalo da merenda, que envolve justamente o presidente da casa.

“Os estudante invadiram a Alesp e sabe o que a TV Tem fez? Acobertaram. E as pessoas mal sabem o que está acontecendo com a edução no Estado de São Paulo, o sucateamento que o (governador Geraldo) Alckmin fez. Isso a Globo não faz cobertura”.

Solin disse também que a mesma Globo que apoiou a ditadura agora apoia o golpe que é contra os trabalhadores e os estudantes e contra toda população.

“Estamos aqui mostrando que, apesar de tudo, dessa mídia golpista, estamos aqui mostrando a verdade pra população que está passando”.

Foto de abertura by Tati Silvestroni

 

 

 

Comments are closed.