Luiz Fernando apresenta nova estrutura com antigos parceiros

O Prefeito eleito, Luiz Fernando Machado, anunciou na manhã desta quarta-feira, 21, os 16 nomes que integração o primeiro escalão de seu governo.

A nova administração vai extinguir as atuais secretarias e criar unidades de gestão e gestores públicos. Um projeto que terá que ser aprovado pela Câmara Municipal.

O objetivo de Luiz Fernando é reduzir o custo da máquina pública, equilibrar as finanças e oferecer serviços públicos de qualidade.

Na apresentação desta quarta-feira, no entanto, o prefeito eleito mostrou apenas o como pretende gerenciar a cidade, sem detalhar o seu projeto da Jundiaí do futuro.

“Isso nós vamos mostrar mais pra frente”, disse numa conversa depois da entrevista.

O time apresentado é formado basicamente por homens brancos, boa parte deles ex-gestores públicos de administrações tucanas anteriores, além de correligionários e apoiadores.

Apenas três mulheres: a professora Vasti Ferrari, na Cultura, a defensora pública, Nádia Taffarello, na Assistência e Desenvolvimento Social, e Vanessa Machado, mulher de Luiz Fernando, no Fundo Social de Solidariedade — Vanessa, é o 17 nome mas, no entanto, não integra a estrutura administrativa propriamente dita, e sim o lugar de primeira-dama e responsável pelo fundo social.

Na equipe, o ex-secretário de Finanças José Antonio Parimoschi, responsável pela transição de governo e que vai responder pelas Finanças e Governo, o ex-secretário de Administração, Clóvis Galvão, que será o responsável pela Administração e Gestão de Pessoas, o ex-secretário de Negócios Jurídicos, Gustavo Maryssael de Campos, que fica na Casa Civil, e o presidente do PSDB, Fernando Souza, nos Negócios Jurídicos e Cidadania.

Outro que volta ao Paço Municipal é Sinésio Scarabello Filho, ex-secretário de Obras e que agora será responsável pelo Planejamento, Meio Ambiente e Infraestrutura. Também retorna Oswaldo José Fernandes, ex-secretário de Educação, que volta para a mesma pasta. O ex-comandante da Guarda Municipal, Paulo Giacomelli Stel, será o responsável pela Segurança Municipal.

Como fazer um governo da vez do futuro com tantos integrantes das administrações anteriores?

Luiz Fernando acredita que a nova estrutura, que extingue as atuais secretarias e cria plataformas de gestão orientadas para os serviços, garante esse olhar para o futuro, lema de sua campanha.

“Não é uma visão de pessoas e sim uma visão de projetos”, diz o prefeito eleito. “Há muitas pessoas no governo que são experientes profissionais, mas inexperientes na gestão pública. E outros experientes administradores. Vamos mesclar pessoas”.

Citou como exemplos o professor Messias Mercadante, economista e diretor da Câmara Municipal que será responsável pelo Desenvolvimento Econômico e Turismo, o coordenador do Colégio Agrícola Benedito Storani, Eduardo Alvarez, que fica com a Agricultura e Abastecimento, e Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro, da CPTM, que vem para a plataforma de Mobilidade e Transporte. Ou ainda Vagner Vilela, do grupo Sobam, que fica com a Saúde.

Luiz Fernando acredita que vai conseguir, com essa estrutura, ter mais controle sobre as ações de governo e ainda assim reduzir os custos da administração.

A estrutura atual tem 42 secretarias, autarquias, fundações, empresas e coordenadorias. Estimativa de 453 cargos de comissão, ao custo anual de 42 milhões de reais.

A nova gestão cortará 20% no número de secretarias. Redução de 10% no valor gasto com cargos comissionados. Economia de 4,2 milhões ao ano estimada.

Serão extintos os carros oficiais e linhas de telefone celular – economia anual estimada de 5 milhões de reais.

Será congelado o salário de prefeito, vice, gestores públicos e vereadores.

Toda economia com essas medidas será direcionada para eliminar filas na saúde, diz o prefeito eleito, Luiz Fernando Machado.

Segundo ele, as medidas são necessárias não apenas para melhorar a gestão, mas para reequlibrar as finnças da Prefeitura, que tem um déficit potencial de no mínimo 120 milhões de reais para 2017. Os pagamentos em atraso da Prefeitura são estimados pelo novo governo em 37 milhões de reais.

Luiz Fernando diz ainda que não há provisão para pagamento para pagamento da primeira parcela do convênio com Hospital São Vicente.

E também não há provisão para pagamento da folha de férias dos professores no dia 8 de janeiro (19,3 milhões de reais).

Por que déficit existe?

Porque a receita se estabilizou a partir de 2015 e aumento nas despesas não.

Prefeito eleito, voltou a dizer que há um “caos financeiro na cidade”.

Reforma administrativa

A reforma administrativa será feita nos primeiros 90 dias do governo, pois a nova estrutura terá que aprovada pela Câmara Municipal.

1. Principal objetivo de nova gestão é reorganizar e modernizar a estrutura administrativa do governo para torná-la mais eficiente e mais enxuto.

2. As secretarias municipais serão extintas e suas estruturas administrativas vão ser organizadas em plataformas de serviços.

3. Cada plataforma terá um conjunto de serviços ao cidadão.

4. Dentro das plataformas de serviços, cada unidade de gestão terá um gestor público responsável.

5. Cada gestor público irá trabalhar com base em acordos de resultados, onde cada uma das unidades executoras (antigas secretarias) deverá cumprir metas. A unidade de governo e finanças irá coordenar todo o processo.

6. Serão feitas prestações de contas permanentes desses resultados para o cidadão, inclusive os serviços públicos serão permanentemente avaliados.

secretarios

NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO GOVERNO MUNICIPAL
Unidades de Gestão e Gestores Públicos

Finanças, governança e transparência

Governo e Finanças: José Antonio Parimoschi
Negócios Jurídicos e Cidadania: Fernando de Souza
Casa Civil: Gustavo Maryassael de Campos
Administração e Gestão de Pessoas: Clóvis Galvão
Inovação e Relação com o Cidadão: Thiago Maia

Desenvolvimento Sustentável

Planejamento, Meio Ambiente e Infraestrutura: Sinésio Scarabello
Serviços Municipais: Adilson Rosa

Inclusão e Desenvolvimento Social

Assistência e Desenvolvimento Social: Nádia Taffarello
Fundo Social de Solidariedade: Vanessa Machado

Saúde e Qualidade de Vida

Saúde: Vagner Vilela
Esporte: Luiz Trientini

Educação e Cultura

Educação: Oswaldo Fernandes
Cultura: Vasti Ferrari

Segurança Municipal e Proteção do Cidadão

Segurança Municipal: Jacó (Paulo Giacomelli)

Desenvolvimento Econômico e Emprego

Desenvolvimento Econômico e Turismo: Messias Mercadante
Agricultura e Abastecimento: Eduardo Alvarez
Mobilidade e Transporte: Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro.

Autarquias, Institutos, Fundações e Coordenadorias

Os responsáveis serão anunciados na próxima semana.

 

O currículo de cada um dos gestores anunciados pelo prefeito eleito

– JOSÉ ANTONIO PARIMOSCHI | GESTOR PÚBLICO: GOVERNO E FINANÇAS

É administrador com especialização em Gerente de Cidade pela FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado). Foi Secretário de Finanças do Município de Jundiaí nos períodos 1995/96 e 2005/2012. Atualmente exerce a função de Secretário Adjunto de Planejamento e Gestão no Estado de São Paulo.

– FERNANDO DE SOUZA | GESTOR PÚBLICO: NEGÓCIOS JURÍDICOS E CIDADANIA

Advogado, formado pelo Centro Universitário Padre Anchieta, com pós-graduação nas áreas de Direto da Economia e da Empresa, Direito Material e Processual de Família, Gestão de Processos e Direito Material e Processual Tributário. É sócio-administrador do escritório Souza e Tresmondi Sociedade de Advogados, além de presidente do PSDB Jundiaí. Foi membro da Comissão de Ética e Disciplina da OAB Jundiaí. No serviço público municipal, atuou como diretor de expediente da Secretaria de Assuntos Parlamentares, coordenador executivo do GGIM Jundiaí e secretário de Assuntos Parlamentares.

– GUSTAVO LEOPOLDO MARYSSAEL | GESTOR PÚBLICO: CASA CIVIL

Advogado formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). É membro da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) e vice-presidente da Academia Jundiaiense de Letras Jurídicas. Foi presidente da 33ª Subsecção da OAB/SP e diretor tesoureiro da mesma Subseção. Atuou como membro do Conselho Estadual de Direitos Humanos da Secretaria de Justiça de São Paulo e da Comissão de Direito Tributário da Seccional Paulista da OAB. Na Prefeitura de Jundiaí, esteve à frente das Secretarias de Negócios Jurídicos e da Casa Civil.

– CLOVIS MARCELO GALVÃO | GESTOR PÚBLICO: ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE PESSOAS

Administrador de Empresas formado pelo Centro Universitário Padre Anchieta, com especialização em Logística e Negociação de Compras pela Fundação Getúlio Vargas – SP. Tem experiência na iniciativa privada nas áreas de importação, exportação e compras. Foi secretário de Administração da Prefeitura do Município de Jundiaí. Implantou o sistema de compras eletrônicas da Prefeitura de Jundiaí, por meio do projeto denominado “Compra Aberta”, com reconhecimento nacional e internacional.

– THIAGO MAIA PEREIRA | GESTOR PÚBLICO: INOVAÇÃO E RELAÇÃO COM O CIDADÃO)

Técnico em Edificações pelo Centro Paula Souza e Bacharel em Direito pela Unianchieta. Foi chefe de gabinete na presidência da Câmara Municipal, assessor Especial Parlamentar “Chefe de Gabinete” na Câmara Federal e assessor Especial Parlamentar “Chefe de Gabinete” na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Tem experiência em gestão de pessoas e estratégia na área de políticas públicas e na coordenação de campanhas eleitorais tanto na majoritária como proporcional.

– SINÉSIO SCARABELLO FILHO | GESTOR PÚBLICO: PLANEJAMENTO, MEIO AMBIENTE E INFRAESTRUTURA

É secretário de Água e Esgoto da Prefeitura de Louveira, professor do curso de Engenharia Civil da Faculdade Pitágoras e coordenador do curso de Gestão Ambiental da Faculdade de Tecnologia Prof° Luiz Rosa. Tem formação em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado pelo Departamento de Saneamento e Ambiente pela Universidade Estadual de Campinas. Foi secretário de Obras e diretor de Planejamento e Meio Ambiente da Prefeitura de Jundiaí.

– ADILSON RODRIGUES ROSA | GESTOR PÚBLICO: SERVIÇOS MUNICIPAIS

Advogado e Empresário do ramo Editorial e Gráfico. foi vereador por dois mandatos (2003/2008), Assessor Especial no Gabinete do Prefeito Miguel Haddad (2010/2011) e Diretor na Secretaria de Serviços Públicos (2011/2012).

 – NÁDIA TAFFARELLO SOARES | GESTORA PÚBLICA: ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL)

Defensora pública do Estado de São Paulo, atualmente licenciada. Formada em Direito pela Universidade de São Paulo (USP). Trabalhou como estagiária e advogada no escritório Pinheiro Neto. Foi Procuradora do Estado com atuação na extinta Procuradoria de Assistência Judiciária (PAJ). Atua na defesa da população carente há 25 anos, 21 deles na cidade de Jundiaí.

 – VANESSA MACHADO | GESTORA PÚBLICA: FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE)

Formada em Direito pelo Centro Universitário Padre Anchieta de Jundiaí e Fisioterapia pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP). Tem pós-graduação em Dermatofuncional pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP).

– EDUARDO ALVAREZ | GESTOR PÚBLICO: ESPORTE

Professor do Centro Paula Souza e responsável pela implantação do curso técnico em Viticultura e Enologia na Etec Benedito Storani (Etec BeSt) de Jundiaí. Graduado em Zootecnia pela Faculdade de Zootecnia de Uberaba, especialista em Educação Ambiental pela Universidade Federal de São Carlos e mestre em Aquicultura pela UNESP –Jaboticabal. Foi diretor da Etec Benedito Storani de 2008 a 2016.

– OSWALDO JOSÉ FERNANDES | GESTOR PÚBLICO: EDUCAÇÃO

Formado em Língua Portuguesa, com aperfeiçoamento em Teoria da Literatura e Semiótica e Linguística, é presidente local do Partido Socialista Brasileiro. Cavaleiro da Ordem Nacional do Mérito Educativo e Cidadão Jundiaiense. Foi secretário Municipal de Educação de Jundiaí e Superintendente da Televisão Educativa de Jundiaí – 1996 a 2004, além de presidente da Undime do Estado de São Paulo – 1994 a 1996.

– VASTI FERRARI MARQUES | GESTORA PÚBLICA: CULTURA

Servidora pública da Secretaria Municipal de Educação. Foi diretora geral de Ensino Fundamental na rede municipal de Jundiaí. É licenciada em Pedagogia com Administração Escolar pela UniAnchieta. Especializada em deficientes auditivos pela FMU, pós-graduada em Metodologia de Ensino e Filosofia pelas Faculdades Claretianas e em Geografia pela USP de São Paulo.

– SILVESTRE RIBEIRO | GESTOR: MOBILIDADE E TRANSPORTE

É diretor de Planejamento e Projetos da CPTM. Formado em Engenharia Elétrica e pós-graduado em Administração e Mercado Internacional. Iniciou sua carreira profissional na ferrovia – RFFSA/CBTU/CPTM, atuou nas áreas de manutenção, engenharia e planejamento, nas funções técnicas de nível médio e superior, de supervisão e gestão, de projetos e planejamento, contratos e convênios nacionais e internacionais. Foi coordenador de Planejamento e Gestão da Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

– LUIZ ANTONIO TRIENTINI | GESTOR: ESPORTE

Professor adjunto da Universidade Paulista (UNIP). Formado pela ESEF de Jundiaí, tem pós-graduação em Psicossociologia da Motricidade Humana; Lazer e Animação Sociocultural e Educação Física Infantil e mestrado em Educação pela Universidade de Sorocaba. Atuou como coordenador das categorias de base do Paulista Futebol Clube. Também foi professor da ESEF, diretor do Colégio Pentágono, coordenador do Curso de Educação Física da UNIP e treinador de Handebol e Futebol Feminino da Secretaria de Esporte de Jundiaí.

– PAULO GIACOMELLI STEL (JACÓ) | GESTOR PÚBLICO: SEGURANÇA MUNICIPAL

Advogado formado pelo Centro Universitário Padre Anchieta, com pós-graduação em Direito Processual Penal pela Escola Paulista da Magistratura. Atuou como Comandante da Guarda Municipal de Jundiaí e professor universitário. Tem vasta experiência na área de Direito Penal.

Deixe um comentário