Pedro Bigardi deixa Luiz Fernando sem resposta em debate na tevê

O debate entre o prefeito e candidato à reeleição Pedro Bigardi (PSD) e Luiz Fernando Machado (PSDB), primeiro colocado no primeiro turno, realizado pela retransmissora da Rede Globo, TV Tem, neste sábado (22), foi uma espécie de resumo da campanha.

De um lado Bigardi, defendendo suas realizações em quatro anos frente à Prefeitura, e de outro Luiz Fernando, reforçando sua estratégia de desconstruir o legado do candidato do PSD.

Desta vez, porém, a exemplo do que já havia acontecido esta semana durante entrevista ao Record News, Pedro Bigardi conseguiu, de certa maneira, descontruir o discurso de Luiz Fernando, que, por diversas vezes, deixou de responder aos questionamentos do atual prefeito.

Já no primeiro bloco Luiz Fernando ficou sem resposta quando Pedro Bigardi questionou a indústria das multas e os 85 radares instalados na cidade durante a gestão Miguel Haddad-Luiz Fernando Machado (dois contratos, um de 2009 e outro de 2012), cancelados durante o governo dele, em 2014.

Perguntou a Luiz Fernando porque ele havia mentido a respeito do assunto, acusando o governo dele de ser o responsável pela instalação dos radares. Sem resposta, o candidato do PSDB disse apenas ser “absolutamente contrário” à indústria das multas.

O assunto saúde, campeão de audiência em todos os debates, foi o segundo a aparecer no debate. Luiz Fernando perguntou a Bigardi o que havia dado errado na gestão da saúde que, voltou a insistir, está um caos na cidade.

Foi a deixa para Bigardi lembrar que o Hospital Regional e o Ambulatório Médico de Especialidades, ambos sob responsabilidade do governo estadual não funcionam como deveriam e, também por isso sobrecarregam a capacidade de atendimento da rede municipal.

Disse que Luiz Fernando, que é deputado estadual pelo mesmo partido do governador Geraldo Alckmin, nunca trabalhou efetivamente pela saúde do município.

“Você critica a funcionamento da saúde no município mas não move um dedo para ajudar’. Para Bigardi, Luiz Fernando é um personagem de marketing que vem enganando a população com informações que não são verdadeiras.

Luiz Fernando ironizou o que chamou de “agressividade” de Pedro Bigardi e cobrou do prefeito responsabildade na gestão da saúde.

Em outro bloco do debate o tema saúde voltou ao assunto.

Luiz Fernando mais uma vez disse que Bigardi enfraqueceu o sistema de saúde e lembrou que apenas 11% do município é atendido pelo programa saúde da família. Teve que ouvir de Bigardi que no governo do qual ele era vice, o atendimento era de 6% e que, portanto, o governo Bigardi havia praticamente dobrado a área de atuação.

Mas o tom subiu mesmo quando Luiz Fernando buscou associar Pedro Bigardi aos escândalos nacionais envolvendo o Partido dos Trabalhadores e também o PCdoB — Pedro Bigardi iniciou a carreira no PT e depois migrou para o PCdoB, que trocou pelo PSD no início do ano.

Pedro respondeu dizendo que não teve qualquer caso de corrupção envolvendo o nome dele e ouviu de Luiz Fernando que teria utilizado práticas do PT na administração da cidade levando uma uma desorganização das finanças municipais.

Pedro devolveu atacando. Disse que não era ele, e sim Luiz Fernando, quem havia recebido recursos para suas campánhas políticas de uma empresa que estaria ligada ao esquema da Petrobras.

No bloco seguinte, Luiz Fernando disse que não havia qualquer prova do envolvimento dele com qualquer empŕesa e que mostraria no Facebook um relatório que comprovaria a desorganização das finanças municipais.

Leia aqui o post publicado por Luiz Fernando Machado

O debate seguiu na mesma trilha, com Luiz Fernando buscando mostrar que Pedro não cumpre o que diz. E Pedro cobrando de Luiz Fernando a responsabilidade por ter sido vice-prefeito na gestão anterior e ter tido uma atuação apagada como deputado.

Em outro assunto campeão de audiência, a segurança pública, Bigardi perguntou a Luiz Fernando quantas as 98 viaturas da Polícia Militar anunciadas pelo Governo do Estado haviam efetivamente ficado em Jundiaí. Luiz Fernando não respondeu e falou de seu programa de governo para a segurança. Teve que ouvi de Bigardi, em seguida, que apenas cinco das 98 ficaram na cidade.

Luiz Fernando ainda disse que a vinda do Centro Tecnológico para Jundiaí havia sido uma conquista do governo do qual fez parte, no que foi desmentido pelo prefeito Pedro Bigardi.

Leia matéria a respeito publicada pelo site da Ciesp em 2013
Centro Tecnológico – Jundiaí é uma das cidades selecionadas pelo Governo do Estado
Assista aqui ao debate completo no portal G1

VEJA TAMBÉM AS ENTREVISTAS DE PEDRO BIGARDI E LUIZ FERNANDO MACHADO AO OA.

Oa nas eleições. Bigardi: Luiz Fernando critica mas não fez nada pela área de saúde

Oa nas eleições. Para Luiz Fernando, a chave é gerir melhor os recursos que a cidade tem