Bigardi e Machado se enfrentam no 1ºdebate do 2º turno

Para quem esperava um debate acirrado, se decepcionou um  pouco.

Na noite de sexta-feira (7), os candidatos à Prefeitura de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB) e o atual prefeito Pedro Bigardi (PSD), voltaram a se encontrar em debate realizado pela TV Bandeirantes em parceria com o Jornal de Jundiaí.

Dividido em quatro blocos, o debate ficou atrelado à assuntos envolvendo infraestrutura e saúde.

Bigardi defendeu suas ações e interligou as pautas de infraestrutura, bem estar e saúde.

“A cidade de Jundiaí é uma das mais bem conservadas. Além das revitalizações de praças, nós construímos parques e estamos fazendo o tratamento do lixo. E também conseguimos triplicar o atendimento do programa Saúde da Família. Isso tudo faz a diferença”.

Machado criticou. “Se o cidadão fica doente ele não vai até a praça. Nós precisamos dar qualidade à saúde pública do município. Temos verba suficiente para investir e melhorar esse sistema que foi esquecido na sua gestão”.

Ao ser questionado sobre como seria sua gestão, caso seja eleito, o candidato tucano enfatizou os diálogos.

“Jundiaí sempre liderou os processos de desenvolvimento da região, há reflexos no transporte, da segurança e da saúde que influenciam outras cidades. Serei um prefeito envolvido com assuntos locais e farei reuniões com municípios e com o governo do Estado para garantir melhorias”, afirmou.

No mesmo bloco, o atual prefeito foi questionado sobre as trocas no secretariado e o que será feito para que essa situação não prejudique os trabalhos, caso seja reeleito.

“Assim que assumi eu montei uma equipe. Tivemos pequenos problemas e fizemos mudanças necessárias. Tenho muito diálogo com os secretários, gosto de me manter por dentro, saber o que acontece. Quando percebo que precisa mudar, eu mudo independente de amarração política”, explicou Bigardi.

O candidato do PSD também falou sobre reformas que não foram colocadas em prática, mas que serão retomadas, caso seja reeleito.

“No primeiro mandato fomos cautelosos para evitar crises, havia obras do Miguel Haddad para serem concluídas. Tivemos sucesso no Plano Diretor, a população participou de uma decisão importante. Agora, queremos reestruturar e tornar menos burocrática as aprovações de obras. Vamos garantir eficiência nessa área”.

Mas, entre um tema e outro, a saúde voltou a ser tema de questionamento. Luiz Fernando enfatizou  a necessidade de integração na saúde pública do município.

“Acreditamos no trabalho conjunto do Hospital Regional e do Hospital São Vicente (HSV), é a única forma de fazer que cada um deles trabalhe de acordo com suas especialidades. É necessário ampliar a saúde da família, a distribuição de remédios e garantir a prevenção”.

O tucano também ressaltou que os médicos precisam ter estabilidade de emprego para que o atendimento seja mais eficaz.

“Muitos desses profissionais se sentem desvalorizados, precisamos mudar isso. O HSV não pode ser um cabide de emprego, é necessário investir mais”, disse Machado.

No bloco final, Bigardi foi questionado pelo seu oponente sobre propostas envolvendo geração de empregos. O atual prefeito deu foco ao setor tecnológico.

“Temos processos em andamento. Nós criamos a incubadora do emprego, trouxemos um dos melhores parques ecológicos. Nós temos o pólo tecnológico, e isso beneficia a chegada de empresas”.

Machado, por sua vez, acredita que falta foco por parte de Bigardi.

“Precisamos de propostas definidas. Iremos fortalecer o diálogo com o governo do Estado para dar qualificação aos jovens. Um dos nossos projetos é a criação de uma TVEtec, que trabalhe em conjunto com o ensino técnico”.

Quando o assunto tendeu para o  Plano Diretor, Bigardi afirmou que “foi um marco histórico para o município, pois foi possível garantir equilíbrio em meio ao crescimento”.

Já Machado criticou medidas do Plano. “Chega de propagandas. Nós precisamos dar oportunidade para as pessoas, o Plano foi muito cruel com as pessoas mais pobres, em especial as que possuem lotes pequenos”.

Nas considerações finais, Luiz Fernando chamou os seus eleitores para repetir o resultado alcançado no 1° turno.

“Agradeço aos eleitores que acreditam em um novo futuro para a cidade. Vamos potencializar investimentos, reforçar diálogos. Peço a contribuição de todos para repetirmos os números do 1° turno”, declarou o tucano.

Já Bigardi, em seu encerramento, defendeu novamente a sua gestão e  disse que o trabalho continuará. “Nós queremos continuar avançando com propostas concretas. Eu tenho compromisso com a cidade, com o meu projeto”, finalizou.

Deixe um comentário