Para Bigardi, votação de Benassi e abstenções surpreendem

Pedro Bigardi chega ao segundo turno e vai precisar unir as forças anti-Luiz Fernando Machado para poder pensar na vitória. O prefeito reconhece a força de Ricardo Benassi e lamenta o alto índice de abstenções e votos nulos e brancos.
Oa Jundiaí – Como avalia o resultado do primeiro turno? 
Pedro Bigardi – São três fatores importantes: eu comecei a campanha muito tarde, por conta dos compromissos do governo. Eu fiz rua 15 dias pra cá porque não podia sair do governo, então isso acabou atrapalhando um pouquinho. Segundo fato:  o resultado surpreendente do Ricardo Benassi, que acabou se mostrando como uma terceira via e se consolidou assim, com uma votação muito expressiva. Ele é uma nova uma força política local, sem dúvida nenhuma. E por terceiro, o alto índice de abstenção, nulos e brancos, especialmente em regiões que sou muito bem votado, como Vila Nambi, Jardim São Camilo, Varjao, tiveram abstenção muito alta, então acabei perdendo um pouco de voto também. Enfim, são fatores para analisarmos durante a semana.
Oa – Como prevê o que será o 2º turno?
Bigardi – Teremos uma nova eleição pela frente, serão 28 dias de campanha, por isso eu falo que é uma nova eleição. Foi pra mim em 2012 e agora será de novo. Os debates do 1º turno foram bons no geral, como os que ocorreram na Cúria Diocesana, nos colégios e também os da tevê. Mas mas foram muito em cima da hora, a uma semana do pleito. Agora teremos mais debates, mais rua e a gente espera reverter o resultado com muita força lá na urna.

Comments are closed.