Parimoschi vai gerir também a Educação. Além de Governo e Finanças

O gestor de Governo e Finanças, José Antônio Parimoschi, vai acumular a partir de agora também a gestão da Educação, o que o transforma numa espécie de super secretário, ou super gestor na linguagem do governo Luiz Fernando Machado.

A designação foi publicada nesta sexta-feira (19) no Diário Oficial do Município.

José Antônio Parimoschi assume o lugar deixado por Oswaldo José Fernandes no dia 2 deste mês.

O afastamento de Fernandes, um dos principais articuladores da campanha e do governo Luiz Fernando Machado, deixou um vácuo difícil de ser preenchido pelos atuais quadros dos partidos que compõem o governo.

O próprio Parimoschi, que já vinha exercendo interinamente o comando da pasta (auxiliado por outros gestores do núcleo duro do governo) disse que a escolha de um novo gestor esbarrava em questões não apenas técnicas, mas políticas.

Segundo ele, para gerir a educação é preciso habilidade também política, uma vez que os professores e profissionais de educação formam uma categoria organizada e muito capaz de reivindicar.

Como não há ainda uma solução, a alternativa para não paralisar as atividades da Educação foi nomear Parimoschi para o lugar de Fernandes, até que o governo encontre o nome definitivo para a pasta.

“Só estou cobrindo até que tenhamos outro nome, para a educação não paralisar suas atividades de rotina”, disse.

Parimoschi foi presidente do PSDB municipal, secretário de Finanças dos governos tucanos, candidato a vice-prefeito pelo partido e ex-Secretário Adjunto de Planejamento do Estado de São Paulo.

Ele não vai acumular salários.

O ex-gestor de Educação, Oswaldo José Fernandes, deixou o cargo porque o Tribunal de Justiça do Estado julgou improcedente um recurso feito há 14 anos contra uma condenação na compra de cercas para escolas do município.

Comments are closed.