Programa de Bigardi foi ao ar no sábado, depois dos vereadores

pedro-bigardi

Matéria atualizada às 21h30 do sábado (8)

A juiza Valéria Lagrasta, do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, determinou no final da tarde que programa político do candidato a prefeito Pedro Bigardi (foto), da coligação Jundiaí para Todos, fosse exibido ainda neste sábado (8), logo após a propaganda eleitoral dos candidatos a vereador.

O programa de Pedro Bigardi deixou de ir ao ar ontem, porque os técnicos da Câmara Municipal, responsável pela geração dos programas eleitorais em Jundiaí, não tiveram tempo para editar o material que seria transmitido logo após o programa do candidato do PMDB, Cláudio Miranda, impedido de ir ao ar por uma liminar concedida pela mesma juíza em favor do candidato Luiz Fernando Machado, da coligação Avançar para Fazer Futuro.

O deputado federal Luiz Fernando Machado pediu a limitar impedindo a veiculação do programa eleitoral, uma vez que Cláudio Miranda usaria uma reportagem feita pelo programa de televisão CQC, da Rede Bandeirantes, que mostrou o candidato da situação com um dos deputados federais que faziam campanha sem ter pedido licença.

Mas além do programa de Cláudio Miranda, também deixaram de ser veiculados os programas dos candidatos Pedro Bigardi, da coligação Jundiaí para Todos, e Ibis Cruz, do PTN. Ibis Cruz não fez qualquer pedido ao TRE.

O requerimento ao TRE por parte de Pedro Bigardi toma por base a Resolução 23.378, segundo a qual, se por algum problema um programa deixar de ser exibido ele deverá ser veiculado no próximo horário eleitoral, logo após as transmissões do horário político.

Leia mais a respeito do caso
Liminar tira programa de Cláudio Miranda do ar. Ia falar do CQC
Depois de denúncia, Luiz Fernando pede licença da Câmara

Deixe um comentário