Altruísmo e mosh são as pautas do 1° Hardcore Solidário. No Bilé

Por Bruno Galiego Desde o início do Punk Rock, lá no final da década de 1970, o cooperativismo serve de ferramenta para enfrentar as dificuldades. Com a chegada do Hardcore Punk nos anos 80, a união continuou sendo o norte de diversas cenas espalhadas pelo mundo. É assim que funciona. Aqui não está sendo diferente, neste domingo (11), às 17h, o palco do lendário Bar do Bilé recebe o 1° Hardcore Solidário. Para curtir o rolê é baratinho, apenas R$ 5,00. Toda a renda do evento será destinada ao tratamento do pequeno Davi, de quatro anos. O evento contará com uma galera de peso. Representando a cena local estarão os caras da Rosario e do Boca de Lobo, e para trazer mais peso ao rolê vem a galera do Horace Green, de São Paulo, Caffeine Blues, de Santo André, e Drive To Glory, de Araraquara.  Música e altruísmo  A ideia de criar um rolê de Hardcore com uma causa nobre partiu da galera da Rosario. "O nosso guitarrista, Jonatas Felicio, sugeriu organizarmos um rolê com essa finalidade. Ele conhece a Mãe do Davi e nos explicou todas as dificuldades que o garoto e a família enfrentam. Com isso, abraçamos a causa. O Hardcore sempre foi mais do que música, sempre teve como base o respeito e amor ao próximo", explicou Guilherme Malaquias, vocalista da Rosario.  Malaquias não deixou de lembrar que, além da causa solidária, o rolê também tem como objetivo unificar a cena para que seja possível realizar outras edições com essa finalidade. "Acreditamos que isso possa motivar as pessoas, dentro ou fora da cena, a fazerem algo. Qualquer atividade é válida, seja shows, fotos, vídeos ou  fanzines, o importante é não se acomodar". disse.  O evento também conta com o apoio das marcas Contexto 13, Elevação Skateboards e Subiu. As três marcas irão sortear brindes no evento. O tatuador tatuador Vitor Mendes "Treze", da Mistkaos Tattoo, também estará sorteando uma tatuagem.  Foto de abertura por Pedro Henrique: Rosario em ação no Aldeia Rock Bar