Bailinho Cume Molha, a verdadeira manifestação (da alegria)

Alegria é a prova dos nove.

Em tempos cinzas nada melhor do que lembrar que a geléia geral brasileira é que faz desse lugar uma força inigualável na paisagem global.

O pessoal do Grupo CUME resolveu aloprar neste domingo e promover uma despedida de verão em alto nível no Bar Casa Brasil

A proposta do Grupo CUME é promover a discussão das questões de gênero e sexualidades.

Cadu Oliveira explica.

“A ideia do Bailinho CUME Molha é, por meio da descontração, provocar a noção de que roupas não tem gênero e a fluidez das identidades de gênero (não binárias)”.

Afinal, quem não dança não fala.

Ê bumba ei ei ei boi.

Uma proposta. Uma oportunidade de conversar com alegria. A alegria que é a marca registrada deste País solar.

Salve Torquato Neto. Salva Gilberto Gil. Salve o povo brasileiro.

E segue uma proposta de trilha para esse dia de manifestação tropicalística antropofágica devoradora de mau-humor.

Som na caixa, DJ. Aperta o play.

Algumas pessoas do CUME fazem parte do Coletivo Revolta Da Lâmpada.

O Revolta da Lâmpada trabalha o conceito de conciliar fervo com luta (#FervoTambémÉLuta) e a liberdade de todos os corpos, identidades e sexualidades (#CorpoLivre).