Cidade perde 26% de toda a água tratada

A DAE SA, empresa responsável pelo abastecimento de água de Jundiaí, está investindo R$ 10 milhões com objetivo de reduzir a perda de água tratada através das redes de distribuição. Atualmente, o município desperdiça 26% de toda a água distribuída pela rede. A meta da DAE é reduzir, no curto prazo, esse volume a menos de 20%.

O Programa de Combate às Perdas funciona desde 2009 e, segundo a empresa, já reduziu a perda total de água (físicas e comerciais) de 39% (2007) para 26% (2010).

Para reduzir o desperdício, a DAE realiza anualmente a substituição de 15 mil hidrômetros (de um total de 102 mil hidrômetros instalados), fazendo com que a vida útil média dos aparelhos não ultrapasse oito anos.

Os hidrômetros antigos, de fio de nylon com chumbo, foram substituídos por novos modelos, com abraçadeiras de plástico azul. “Estudamos essa mudança para combater as violações”, afirma o diretor-presidente da DAE, Wilson Roberto Engholm (foto).

De acordo com a empresa, além de evitar as fraudes, os novos lacres não permitem que os hidrômetros sejam retirados do local onde estão instalados e são visíveis à distância, o que facilita a constatação da falta deles e, consequentemente, a autuação para regularização da situação.

O gerente de Controle de Perdas da empresa, Osmar Raphael, explicou que a troca dos lacres não gera custo algum para a população e que, para ser efetivada, é necessário que alguém esteja na residência para receber a equipe da DAE. “Caso não tenha ninguém, voltamos em outro dia”, diz.

Bairros como Jardim Santa Gertrudes, Jardim Danúbio, Centro e Cecap já passaram pela intervenção que ocorre simultaneamente em toda a cidade.

O Programa de Redução de Perdas inclui ainda ações como o sistema “caça-vazamento”, que permite identificar perda de água em determinada região, além da instalação de válvulas redutoras de pressão (VRPs) e de macro-medidores – ainda em fase de implantação.

Até o fim de 2012 serão concluídos, segundo a empresa, os remanejamentos da rede de água feita em ferro galvanizado, por redes de PVC em toda a cidade.

Deixe um comentário