Para homenagear o Dia do Arquiteto e Urbanista, comemorado no próximo dia 15, e também fazer um balanço das atividades de 2009 a 2012, a Secretaria do Planejamento e Meio Ambiente abriu nesta terça-feira (11), no Paço Municipal, uma exposição que mostra as principais realizações da pasta no período.

“A ideia da exposição surgiu a partir da compilação de todas as ações que promovemos durante os quatro anos: o trabalho rendeu e estamos muito satisfeitos com os resultados de todos os projetos que desenvolvemos”, explicou o diretor de Planejamento, Antonio Fernandes Panizza.

A mostra relembra, segundo informações da assessoria de imprensa da Prefeitura, desde os debates com a sociedade até o desenvolvimento de propostas arquitetônicas, intervenções urbanas, plano de bairros, além, de ações, programas e projetos voltados para a preservação e promoção do meio ambiente.

A exposição apresenta ainda os projetos desenvolvidos visando a preservação da arquitetura histórica, cujos processos de tombamento culminaram na preservação e identidade dos bairros e na criação do Polígono de Proteção do Patrimônio Histórico.

Plano Urbanístico de Bairros

Alguns bairros da cidade passaram por estudos. Um deles é o Plano Urbanístico de Bairros, que abrange o Jardim Novo Horizonte, Jardim Tamoio, Jardim do Lago, Ivoturucaia, Jardim Santa Gertrudes e Jundiaí Mirim. Este, desenvolvido em parceria com a Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (Fupam), contou com a consultoria do arquiteto Pedro Taddei Neto e a coordenação de Antonio Fernandes Panizza.

“O trabalho da Fupam compreendeu um vasto levantamento fotográfico dos seis bairros. Estas informações foram discutidas em diversas reuniões que culminou num diagnóstico com alternativas para melhorar a qualidade de vida dos moradores”, explicou Jaderson Spina, secretário de Planejamento.

“Os estudos vão propiciar que os bairros se estruturem de forma que as pessoas não precisem se deslocar para outras regiões e possam consumir no próprio bairro onde moram”, completou.

O Plano Urbanístico de Bairros tem como principal objetivo a requalificação do bairro, que passa a contar com infraestrutura, serviços urbanos e equipamentos comunitários, comércio e serviços de modo prático, possibilitando aos moradores a oportunidade de trabalhar próximos do seu local de moradia ou serem atendidos por serviço de transporte público de qualidade.

Outro bairro que passa por estudos é o Caxambu, a partir de um convênio com o Governo do Estado, via Instituto de Pesquisas Tecnológias (IPT).

De acordo com Panizza, o objetivo deste trabalho é orientar o desenvolvimento e crescimento do bairro. “A ideia é transformá-lo num futuro pólo gastronômico de Jundiaí e região”, explicou o diretor de Planejamento.

Os estudos, aprovados pela secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente, serão colocados para consulta pública dos moradores, para avaliação e sugestões. A próxima etapa prevê o detalhamento do projeto, com o levantamento dos custos para a sua implantação.

A exposição foi aberta pelo prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad, o secretário municipal de Planejamento Jaderson Spina, o diretor de planejamento, Antonio Fernandes Panizza e o arquiteto Pedro Taddei Neto.