Festival mostra a novíssima música brasileira no Complexo Fepasa

As paredes históricas do Complexo Fepasa, na Avenida União dos Ferroviários, serão cenário para o Dia da Música, festival que vai reunir expoentes da música brasileira neste sábado (24).

Lá se apresentam as bandas Sara Não Tem Nome (MG), Versos que Compomos na Estrada (SP) e os jundiaienses da Infante.

Pela primeira vez em Jundiaí, o festival é uma ação em rede e neste ano vai reunir apresentações em mais de 45 cidades de 22 estados do país.

Os palcos são organizados por agentes locais com interesse em promover o evento. Por aqui a produção é assinada pelo ROLÊ, projeto comandado pelo produtor cultural Gustavo Koch.

Os shows, totalmente gratuitos, acontecerão das 15 às 21 horas no galpão de eventos – ao lado da Unidade de Gestão de Cultura, recentemente instalada ali. A escolha do espaço, símbolo cultural e patrimônio histórico da cidade, se alinha ao projeto de uso e ocupação do Complexo Fepasa iniciado no ano passado.

“Jundiaí está em um período culturalmente interessante, com iniciativas que buscam atrair os olhares da população para o novo ou simplesmente para o que é feito aqui”, diz o produtor, em referência ao festival Amplifica, que também acontece neste mês. “É extremamente importante promover e receber projetos assim em uma cidade como a nossa”.

A curadoria de bandas, proposta pelos organizadores locais, buscou trazer para cá artistas em ascensão nacional, mas que nunca estiveram na cidade ou na região.

“Diferente do Amplifica, que tem um foco local muito importante, queremos promover a circulação de novos nomes na cidade, inserindo Jundiaí no circuito nacional de produção musical e shows”, avisa Koch.

As atrações

Infante, de Jundiaí (SP), é um quarteto de rock alternativo que vem ganhando grande repercussão com suas composições autorais e referências de bandas guitarreiras da década de 90, como Pixies e Husker Du. Eles também se apresentarão no Amplifica 2017.

Sara Não Tem Nome (foto de abertura), de Belo Horizonte (MG), é um projeto que transita entre as artes visuais e a música e foi destaque em publicações como a revista Rolling Stone com seu disco “Ômega III”, de 2015, gravado nos estúdios da Red Bull em São Paulo.

Da capital São Paulo, Versos que Compomos na Estrada é um grupo de ‘poesia musicada com perfume folk’ e teve a música “Que nem Kalu”, uma das faixas do disco lançado em 2014, entre os cinco vídeos de maior repercussão mundial no site do projeto Sofar Sounds.

 

 

 

Conheça mais o trabalho das bandas nos videos

Sara não tem nome

Versos que Compomos na Estrada

Infante

Mais informações – Para saber mais sobre o Dia da Música em Jundiaí acompanhe o evento no Facebook ou a página do ROLÊ.

Interessados em apoiar o evento devem entrar em contato através do e-mail gustavo.hs.koch@gmail.com.

Dia da Música em Jundiaí
. Grátis | Classificação livre
. 24 de junho, sábado | Das 15 às 21h horas. 
Avenida União dos Ferroviários, 1760, Centro