Uma ação da Prefeitura de Jundiaí vai transformar um muro de arrimo da avenida Nove de Julho em uma galeria de arte a céu aberto, composta por 20 obras de artistas de grafite. O novo espaço cultural será inaugurado no próximo dia 31.

Nesta quinta-feira (21), o secretário de Cultura, Tércio Marinho, e de Serviços Públicos, Aguinaldo Leite, e os diretores Leandro Galli (Serviços Públicos) e Jean Camoleze (Museu Histórico e Cultural Solar do Barão), vistoriaram o local, que está sendo finalizado para receber os artistas neste sábado (23) para a produção dos painéis de grafite.

Segundo o secretário Tércio Marinho, a iniciativa é uma forma de reconhecimento aos artistas de grafite e também de tornar democrático o acesso da população a esse tipo de arte. “É mais um espaço que passa a integrar o circuito cultural da cidade. A finalidade é que seja utilizado para manifestações artísticas e a escolha do grafite se deve ao fato de hoje ter reconhecimento na cena cultural.”

O projeto da galeria ao ar livre foi desenvolvido pelo artista André Oliveira, conhecido como Estranho, responsável pela curadoria. “É a primeira vez em Jundiaí que temos uma ação deste porte, que o artista é valorizado e o grafite é visto como obra de arte.”

A transformação do muro de arrimo em painéis ficou por conta da Secretaria de Serviços Públicos. O muro de 430 metros lineares foi preparado, rebocado e pintado para receber as obras, e o local está sendo revitalizado para receber a galeria, que contará com rampa para garantir a acessibilidade.

“É uma ideia fantástica ter uma galeria a céu aberto na cidade, deixando a avenida Nove de Julho ainda mais bonita. É uma forma de valorizar o artista de rua e oferecer arte à população”, disse Aguinaldo Leite.

Para o diretor do Museu Histórico e Cultural, Jean Camoleze, a galeria cria um espaço expositivo diferenciado na cidade. “O grafite é uma arte urbana e está presente no cotidiano, participando da formação dos indivíduos.”

Deixe um comentário