Roda da Torta quer fazer a ponte entre a cidade e o gueto

Não há dúvidas de que a Praça Erazê Martinho, também conhecida como Ponte Torta, tornou-se um dos picos de maior referência quando o assunto é cultura. Dessa vez o local será palco da primeira edição do Roda da Torta, que está marcado para o domingo, 12, a partir das 16 horas.

Com o objetivo de propagar a cultura de rua nos suas mais variadas formas e gêneros, o Roda da Torta também busca incentivar o uso dos espaços públicos. Conforme explica a rapper Ma Boo, responsável pela cerimônia, a cultura Soundsystem e Hip-Hop irão encabeçar o rolê. 

“A festa terá como tema a história do Hip-Hop na Jamaica e no Mundo. Teremos batalhas de Mc’s, de breaking 1 x 1 e premiação aos vencedores. Além disso, se apresentarão grupos de Rap, Dj’s e Soundsystems da cidade”, disse a rapper. 

Ma Boo será a Mestre de Cerimônia e também vai cantar músicas do seu primeiro disco solo Afrofuturistando vol 1, com previsão de lançamento ainda neste ano. A organização do evento é também de Ewerton Velasquez.

O rolê vem pesado mesmo, é sem dó. As pickups de Leandro “Green Selector” Siure irão estralar do jeito que o regueiro gosta. “Preparei uma seleção especial com muitos Rub a Dubs, já que é um dos gêneros que está no DNA do Hip Hop”, disse. 

Os tijolos da Ponte Torta irão tremer com os loucos do U.L.O., trio jundiaiense vem fazendo muito barulho nas principais festas de Rap da cidade. China, ManoWill e Kado, não pouparão esforços para apresentar as faixas do mais novo trabalho do grupo: “Nada Além do Estilo”

“Esperamos que todos marquem presença, principalmente o pessoal que enche a boca para falar mal da cidade. O Hip Hop é linguagem universal, não tem cor, não tem raça e não tem classe social. Todos podem interagir e participar”, explica empolgado Kado.

Apresentando um repertório forte, cheio de espiritualidade e irreverência, o rapper Mad fará uma prévia do seu primeiro EP “Exército Singular – O Prometido”, que será lançado no início do mês de abril. “Estou muito empolgado, acredito que são rolês assim que mudam a vida das pessoas”, disse.  

Entre os convidados especiais estão o Dj Joker, que já vem fazendo o seu nome nas festas de Rap da cidade, e diretamente de Guarulhos os rappers Gustrago e Saracura Malandragi.

Ma Boo conclui que o Roda da Torta também terá sua função social com base na inclusão.

“O Público é a população da cidade, das comunidades que muitas vezes não frequentam atividades no centro por não se identificarem com certos eventos. O projeto visa estudantes, trabalhadores e todos aqueles interessados nas diversas formas de cultura de rua. A Ponte Torta ligando o centro ao ghetto”.

Para tornar o objetivo do rolê ainda mais significativo, os apreciadores poderão levar 1kg de alimento que será revertido para a comunidade carente da cidade. 

Foto de abertura por Lucas Castroviejo: Mano Will e Kado em apresentação do U.L.O. no 2° Ocupa Ponte Torta.