Wagner Tiso e Tunai homenageiam Elis

Na noite do último sábado, 18, as luzes da aconchegante sala de teatro do Sesc focaram dois grandes nomes da música popular brasileira: Tunai e Wagner Tiso. Como era de se esperar, todos os lugares foram preenchidos pelo público que estava ansioso para acompanhar o show "Saudade da Elis".  Após Tiso participar do disco "Eternamente", que Tunai regravou grandes sucessos de sua carreira, os dois resolveram homenagear Elis Regina tendo como base apenas piano, violão e voz. O nome do show alude a "Saudade do Brasil", espetáculo que a cantora estreou em 1980.  Tunai lembra com muito carinho de Elis Regina. "Ela foi a responsável pela minha entrada no música. Quando cheguei no Rio de Janeiro com mais de 50 músicas na mala, mostrei para a Elis. Ela havia dito que gostou de todas e que gravaria uma ou duas".  O compositor afirma que foi por causa da canção "As Aparências Enganam", composta em parceria com Sérgio Natureza e gravada por Elis em 1979, que o seu telefone não parou de tocar. "Nessa época eu fui disputado pelas gravadoras", ressaltou Tunai. https://youtu.be/mffamp7nPms Na apresentação, além de "As Aparências Enganam",o público se emocionou com músicas como"O Bêbado e a Equilibrista", "Maria, Maria", entre outras que, depois da interpretação de Elis, passaram a fazer parte da identidade musical brasileira.  Tunai ressaltou que, no início, a intenção era apresentar um repertório só com canções interpretadas por Elis, mas com o tempo as alterações tiveram que ser feitas. "Além das canções de Elis, o público também pedia canções minhas. Tivemos que olhar para o céu, pedir licença para Elis e incluir outras canções no repertório", disse com muito bom humor Tunai.