isadora-faber-estudante-florianopolis

Desde que criou a página Diário de Classe no Facebook em 11 de julho, para denunciar as más condições da escola municipal Maria Tomázia Coelho, em Florianópolis (SC), onde estuda, a estudante Isadora Faber, de 13 anos, se tornou um fenômeno na internet e de mídia.

Na manhã desta quinta-feira (30) são 175.456 curtidores e 44.011 falando sobre a página dela na maior rede social do mundo. Centenas de artigos, entrevistas e, o que é mais importante, o reconhecimento das autoridades municipais de Florianópolis de que ela estava certa.

A nota da Secretaria de Educação afirma:

A Secretária de Educação, Sidneya Gaspar de Oliveira, determinou uma nova reforma no estabelecimento. Defende a liberdade de expressão da aluna que criou Facebook para falar sobre as condições da unidade.

A iniciativa é brilhante, é saudável. A manifestação é da Secretária de Educação de Florianópolis, Sidneya Gaspar de Oliveira, em relação à página na internet da aluna Isadora Faber, 13 anos, matriculada na Escola Básica Maria Tomázia Coelho, no Santinho, Norte da Ilha de Santa Catarina.

O Facebook, intitulado Diário de Classe, reivindica melhorias no estabelecimento de ensino. “Essa página veio inclusive nos auxiliar no monitoramento da escola. É uma espécie de ouvidoria”, frisa.

A diretora da escola reconhece:

A Diretora da Maria Tomázia Coelho, Liziane Diaz Farias, assumiu a responsabilidade por haver em sua escola uma gestão deficitária.

“Eu assumo publicamente que ocorreu fragilidade na administração do estabelecimento. Vamos a partir de agora trabalhar de forma diferente a parte administrativa e a preservação do patrimônio público”.

Liziane fará um apelo à Associação de Pais e Professores para que ajudem principalmente no cuidado com a estrutura física. Haverá também campanhas para que os alunos se conscientizem da necessidade de se engajarem no zelo de todo o ambiente escolar.

“Os alunos tem que saber que a participação deles é fundamental para preservar um bem público”.

Além disso, coloca, que vem participando de formação para criar o Conselho Escolar, que auxiliará na manutenção do estabelecimento e na gestão administrativa, pedagógica e financeira.

Isadora mostra o andamento das reformas e melhorias da escola em sua página — na foto de abertura, o bebedouro antigo e o novo, já em operação.

E agora se dispõe a ensinar e incentivar todos os estudantes que quiserem fazer o mesmo. Ela aconselha que cada um crie um diário de classe genérico, sem focar em um só pessoa.

Ela recomenda que as pessoas que quiserem fazer um Diário de Classe, que criem um em anonimato.

“Não precisa botar sua foto como eu, coloque o nome do colégio. Quem for fazer me adiciona no facebook, me deixem mensagem avisando, com título “fanpage escolar”, vou criar um grupo e dar dicas”.

“Cada um tem que fazer sua página, na sua escola, eu vou ajudar a divulgar, todos juntos podemos mudar a educação no Brasil”.

Veja também

Isadora Faber. Ela Usou O Facebook Para Denunciar A Escola

Página Diário de Classe no Facebook